quarta-feira, 29 de junho de 2011

.

No silêncio eu ouço minha alma gritando
Cansada do vazio
Cansada de um coração frio.

E se cada lágrima derramada

For uma gota a menos em nosso amor
Tudo isso se tornou um deserto
Dentro de nossas mentes.

Mas por um momento eu fecho os olhos

E ouço o triste som dos violinos
Por um momento eu ouço o piano demonstrando em melodias
Tudo o que sinto.

Me sinto livre de tudo que não acabou.
Para que ter forças para lutar
Quando já não há mais esperança?

Nenhum comentário:

Postar um comentário